segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

lamentos



As vezes só quero um pouco de compreensão da tua parte, em entender as diferenças dos nossos anos vividos. Dos desejos de festas e lugares movimentados que tenho, coisas que aos poucos fui deixando de lado pra poder ficar junto a ti. Pra vivermos nossas conversar noturnas que aos poucos foram se tornando sonhos e objetivos de vida.

Não te tiro a razão, mas acontece que você já saiu muito, já bebeu muito, já festiou muito por aí, pra agora querer chegar em casa na sexta feira e só querer tomar tua cerveja sossegado pra depois dormir. Mas e eu que ainda não vivi isso, tenho que simplesmente deitar do teu lado e entender? Não estou dizendo que quero ir a todas as festas marcadas e gastar dinheiro à toa com bebidas, pois tenho consciência das contas a pagar.
Mas tem dias que só quero sair um pouco, dar uma volta com você por essa cidade parada, encontrar com amigos e conversar um pouco e depois voltar, pro nosso cantinho, pro teu colo. Mas você não entende dessa forma. Temos formas diferentes de nos divertir.

Enquanto você dorme eu estou aqui escrevendo e repensando minhas escolhas, que são apontadas pelos outros como precipitadas demais pra idade que tenho. Como se soubessem melhor do que eu o que quero pra minha vida.

Quando você conta pros outros tuas noites vividas, em conversas com amigos, eu nem lembro mais a quanto tempo não me maquio na frente do espelho e nem do dia em que coloquei um salto pra sair de casa pra me divertir um pouco.