segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Cansei



To tão cansada de fazer as coisas direito, me esforçar pra que as coisas saiam o melhor possível, pra vir alguém que não sente e faz merda nenhuma e destruir tudo. De fingir que não me abalo com um tom de voz elevado e o descontrole emocional dos outros. Mas quando eu chego em casa eu não engano ninguém, só penso em fugir daqui, nem que pra isso eu tenha que voltar.

Baixar minha cabeça, assumir que não deu certo, que não cruzei com pessoas legais e que nessa cidade eu não vou ser feliz. Voltar pra minha casa, pro meu quarto forrado de revistas, simples mas que sempre me acolheu nas noites de choradeira. Pra comidinha da mãe, que eu tanto reclamei e que hoje não vejo a hora de ir no final de semana e me deliciar com as coisas feitas com carinho pra me receber. Voltar pro meu paizinho, que hoje se encontra menos sorridente, desde que saí de casa. Pro meu gato que me esnoba por tê-lo abandonado. Pro meu cachorro que dá pulos de alegria cada vez que me vê.

Voltar com as costas pesadas das palavras dos covardes que não tiveram coragem de me enfrentar de frente. Com a cabeça cheia de dúvidas, que os outros me enfiaram goela a baixo. Mas com experiência do que devo e não, fazer, falar e apontar aos outros. 

Escrevendo e chorando como se alguém se importasse. Sou só mais uma reclamando desse mundo injusto, da falta de consideração e dinheiro. 
Talvez amanhã eu acorde melhor, fingindo que nada disso foi escrito, fingindo mais um dia que sou forte o suficiente pra aguentar a pressão. Mas a cabeça não me deixa esquecer.


Naiana Cescon Lemes

terça-feira, 9 de outubro de 2012

Valentim de pertinho.

Fotos do Valentim, apesar de ele não merecer, porque tá virando um chato. Tá crescendo, precisa de namorada... sabe como é, mês que vem se sobrar um dinheirinho vou castrar ele. Porque preciso das minhas noites de sono de volta. Ele ta numa fase que se ele deitar na tua perna pra dormir e tu se virar, trocar de posição na cama ele acha que tu tá tocando ele dalí e vai pra janela miar grosso e pra ele não interessa se é 4 da manhã.

Tá um safado!